Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘Pensamentos’ Category

Debaixo dos mais de 40 graus a evolução segue, lentamente, mas evoluindo, que é o importante. Um pouco ainda sinto o dedo em movimentos extremos, mas pelo menos a dor não permanece até os dias seguintes.  Mas a confiança é o que mais demora, um pouco de tempo ainda levará pra eu não procurar mais a dor, mas me divertindo como poucas vezes!

Treino de boulder

Treino de boulder

Como alguns sabem, o verão nunca foi minha estação predileta, pouco pode ou dá pra escalar neste calor entre as 9:00 e as 19:00h, o sol, o calor, as agarras úmidas e pés escorregadios…mas com lindos rios, lagos e montanhas muitas outras coisas fazemos.

Nestas 5 últimas semanas venho progredindo relativamente bem. Treino 4 vezes na semana, sem muita intensidade, cerca de 2 a 2,5h/dia… 1x na semana divido entre finger e campus (séries simples com pouco tempo de recuperação), no outro boulder (em aproximadamente 6 blocos de 15 a 20min sem parar, com 5 a 10min entre as séries) e nos dois outro dias diferentes séries de resistência, nada muito planificado, sobretudo, ouvindo muito o corpo e a motivação, com o foco na recuperação total, depois penso no desempenho, além de mais um ou duas vezes na semana rocha, ou em horários ou em locais alternativos (ou com vento ou lugares altos, mais de 1000m acima daqui de Arco).

Via "Duel" - 8A (9c bra)

Via “Del Mondo” – 8A (9c bra)

A corrida diminuiu bem, cheguei a correr 110km na semana com 4000m de desnível enquanto esperava o dedo, agora dificilmente chego aos 40km e praticamente plano, isso em função do maior espaço pra escalada, mas vejo de forma bem evidente o beneficio desta boa fase aeróbio que tenho, talvez a melhor fase da minha vida (aeróbia). A recuperação é rápida, desde a administração do braço tijolado em uma via, passando pela recuperação entre os boulders, até a recuperação de um dia pro outro. Isso só confirma que a corrida é um grande complemento pra escalada, seja qual for a especialidade.

Bom, logo mais é Agosto e desde de Fevereiro estou inscrito na etapa de IMST na Copa do Mundo, nos dias 9 e 10 de Agosto, ainda não sei se vou, no começo da semana decido, já não fui em etapas da Copa do Mundo e do Italiano que no começo do ano pretendia ir. Assim que souber aviso vocês!

Bons treinos e boas escalada!

Read Full Post »

Bom, as notícias não são as que eu queria e pretendia passar, mas, uma parada obrigatória faz parte do jogo. Primeiramente, falo do tempo aqui que não está bom, frio e chuva incessante! Nesta mesma semana no ano passado os escaladores se “refugiavam” na falésia “Terra Promessa”, porque lá é alto, fresco e bate vento, eram dias de escalar sem camiseta. Impossível mesmo em casa hoje! rs

Mas enfim: Desde o começo de Março venho sentindo uma dor no dedo (precisamente nas laterais falange proximal do dedo médio da mão direita). Uma dor que agora me faz parar por um tempo. Não sei bem quando começou, e como evoluiu, escalando mal sentia, mas foi evoluindo e eu achei que escalando levemente iria melhorar, mas piorou. Esta semana vou fazer exames para diagnosticar  com pouco mais de precisão a lesão e ter um tratamento mais rápido e eficaz. Mas ao que parece é um rompimento parcial da polia desta falange.

 

Então fica assim o novo calendário de competições 2013

Então fica assim o novo calendário de competições 2013

 

Conforme o último post, teria uma etapa da Copa do Mundo em 2 semanas, na Austria, e mais uma ou duas em Maio, na Eslovenia e novamente na Austria, mas não vou participar de nenhum campeonato até começo de Junho, aliás, se tudo der certo, devo voltar a escalar e, posteriormente, voltar a treinar lá naquela data. Mesmo inscrito para esta etapa de nada vale ir, pra me arrastar nos boulders, com risco de romper totalmente e postergar mais uns 4 a 6 meses para voltar, isso sim seria um ano perdido. Melhor sair desse “chove e não molha” e resolver isso. Ainda vou correr ao menos 5 etapas, quase todas no segundo semestre, então nada vou perder.

Me lembro bem em Fevereiro de 2008 onde tive uma lesão parecida mas de grau pior. A vitória em Pucón, Chile, me custou um rompimento quase que total da polia de um dedo e 4 meses sem tocar em agarras. Mas nesse mesmo ano      ganhei o Brasileiro de via, o Open Brasil de Boulder, o Sulamericano de via, o vice -Sulamericano de boulder e os poucos dias que fui na rocha me renderam dois 10A à vista, entre outras coisas.

Terei muitas dessas nas próximas 8 semanas

Terei muitas dessas nas próximas 8 semanas

Agora me resta tratar como se deve, levar a disciplina dos treinos para a recuperação, gelo, alongamento, massagem e pomada, além de fortalecimento e muita corrida! Quero correr mais este mês pra não voltar tão atrás em Junho e sei que está lesão, além de ser uma ironia da vida, nada mais é uma como o mal tempo aqui em Arco, uma questão de tempo, apenas se espera passar.

Abraços.

Read Full Post »

Puro aeróbio!

Já em ritmo novamente! Apenas volume, quase sem campus ou finger, de mais forte, somente alguns boulders. Frequência quase que diária, ou ao menos 6x na semana. Estou feliz por aquela lesão do dedo (desde de Fevereiro, que já quase poderia chamar de “antiga lesão”) ter praticamente  sumido.

Além do climb, estou fazendo um pouco (ou um monte!), de corrida, bike e até nadando. Este condicionamento aeróbio me da muita base pra retomar forte a rotina de treino da escalada com empenho e rápida recuperação. Em breve, precisamente em 2 semanas, espero retomar o trabalho de força, ainda bem leve e pouco progressivo, mas seguro quanto a lesão que me limitou muito.

No Bauzinho com meu Brother ao por do Sol.

Enquanto isso, se não estiver treinando, me inspiro e  acompanho os monstros nas etapas da Copa do Mundo (ifsc.tv) e escalando na rocha em São Bento, em todos os estilos.

Aliás, falando em inspiração, nestas 3 últimas semanas foi de pura inspiração pra mim ao assistir os Jogos Olímpicos. Sempre fui muito ligado nas olimpíadas e essa foi emocionante. Independente da nacionalidade ou do quadro de medalhas, mas ver o desempenho de vários atletas na água, na corrida na bike, etc. Colhendo os frutos do empenho, sempre é inspirador. Quem sabe em 2020 tenhamos escalada!

ABSS

Read Full Post »

Longo descanso

2011 foi provavelmente o ano, ou período que mais treinei nestes 17 anos de escalada, especificamente no primeiro semestre. Levei o segundo semestre nas costas e por fim, um longo descanso. Nas últimas 6 semanas, corri, pedalei, nadei e escalei.

Entre praia, pedra e morros corridos acima e abaixo a cabeça se prepara pra mais um ano. 2012 tem coisa ai!

Já levo 2 semanas de treino, reintroduzindo a cabeça e o corpo de volta as paredes, séries, exercícios, etc. Não é uma mudança brusca, nem deve ser.

Vou nessa que deu o tempo.

Abs

Fim de tarde na praia

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Corrida em São Bento

 

 

Read Full Post »

De volta em SAMPA

Já em casa. Depois dos campeonatos fui “descansar” destes meses de treino, basicamente pelo norte da Itália.

Foram exatos 10 dias sem escalar  (o que pra mim é muito tempo) bom pra descansar em todos os sentidos. Agora, voltando bem tranquilo, correndo bastante e desfrutando mais da escalada. E já com algumas outras coisas em mente.

ABS

Role muito loko pelas Dolomitas!

Read Full Post »

Mais um ano vai, outro chega, mudam as perspectivas e a motivação, refletimos sobre tudo que foi e que será. E nós aqui, apertando as agarras ou tratando de.

2010 passou muito rápido pra mim e sinceramente, não foi um ano bom pra minha escalada. Mesmo com o Vice-Panamericano, não será um ano saudoso na minha memória, quanto a escalada. Poucos campeonatos, pouca rocha, lesão no punho. E  infelizmente as contas, de alguma forma, chegam em meu endereço, hehe.

Mas este ano promete! Quero me dedicar como nunca, treinar, escalar e encadenar. Se tudo der certo (quanto a trabalho e tempo) vou me dedicar, realmente, como nunca  me dediquei antes. E depois de umas férias de 3 semanas, onde pude descansar bem, ver todos os amigos e viajar como queria (embora não tenha conseguido dropar a morra em São Pedro) aqui estou voltando aos treinos. Já foram 3 semanas de volume, contendo em cada uma 9.000 movs + 960 barras + 50km de corrida/ semana.

O calendário internacional de 2011 é o mais rico em competições na história da escalada. Ainda falta a mim, decidir exatamente quais serão os meus campeonatos, quais poderei ir e me dedicar a eles. Seja como for, um deles já é certeza. O Mundial deste ano, que será realizado na cidade de Arco, Itália, no meio de Julho. Este promete ser o maior Campenato Mundial de Escalada já realizado e, pela primeira vez,  irá acontecer simultanemente, em mesma data e local que o Campenato Mundial de Escalada Paraolímpico.

Essa é minha  principal meta de 2011 . Abraços

Read Full Post »

No climb

Pois sim! Fazia tempo que eu não passava por aqui.

Ultimamente o trabalho tem me tomado mais tempo, mas sempre, seja como for, tenho minhas horas diárias no climb. Só rocha que tenho ido pouco, quem sabe um final de semana por mês.

Bom, já tem uns dias que quero freiar um poucos os boulders pra alavancar mais nas vias, mas a verdade que a acessibilidade e a vibe dos boulderecos me mantem preso a eles. Portanto, dale bloques!

"Crux com certeza" 9b - barrinha - RJ

Mas, ainda assim, não na pegada de antes, mais escalando que treinando, sem pressões ou fissuras (por enquanto). guardando a motivação pra importantes fases.

Abraços

Read Full Post »

Older Posts »